20 outubro 2014

Entrevista: Hugo Almeida apresenta a Almeida/Gerth

Foto: divulgação Almeida/Gerth

Não é novidade que as telenovelas brasileiras ditam tendências e encantam milhares de telespectadores mundo a fora. Até os não simpatizantes da causa reconhecem o quanto o conteúdo apresentado naquele espaço influencia diretamente o pensamento de quem assiste. O nível de envolvimento de quem está disposto a fazer parte da audiência é muito grande.

Eu, por exemplo, não assisto à novelas há muitos anos. A última que acompanhei foi aquela com temática indiana porque adorava as músicas. Hoje em dia também não vejo mais tanta TV como antigamente. Mas, quando criança e adolescente nos anos 80/90, tempo áureo da teledramaturgia brasileira, lembro-me de acompanhar capítulo a capítulo cada trama. Também comprei discos de trilhas sonoras, pôsteres e postais dos mocinhos e mocinhas e senti muito ódio da gêmea má, Raquel.

E a sombra desses personagens nos perseguem até hoje. Pode perceber que muito do que circula na web hoje em dia tem ligação direta com o que passa na TV e está muito intensamente ligado às novelas. Os memes de Carminha e do Félix não me deixam mentir.

Qual não foi minha surpresa ao me deparar com um álbum no Facebook intitulado A liga das Mulheres de Bem? O contraste de um forte amarelo com o preto da tinta spray utilizada para fazer grafite nas paredes da cidade chamou minha atenção ao estampar o retrato da Nazaré Tedesco. Mais surpresa ainda eu tive quando descobri que mais do que uma divertida intervenção urbana, tratava-se de uma coleção de produtos das mais originais já vista na web.

Fui atrás dos idealizadores para bater um papo e compartilhar com vocês aqui no Blog da Pipa. Hugo Almeida que é um dos membros da sociedade artística Almeida/Gerth conversou conosco e explicou direitinho todo o trabalho pra gente. Além de artista plástico, Hugo que foi meu companheiro de curso (Rádio e TV) e de trabalho anos atrás na UFPE, também é um excelente fotógrafo e videomaker. O resultado do bate-papo você acessa na entrevista a seguir.


Almeida/Gerth promovendo a interação entre a cultura pop e o grafite

por Karla Vidal


#PipaComunica - O que é e de onde veio a ideia da Almeida/Gerth?
Hugo Almeida - Almeida/Gerth é uma sociedade criativa, que nasceu da parceria dos artistas plásticos Hugo Campos Menelau de Almeida e Arthur Gouvêa Gerth. Ambos percorremos caminhos profissionais distintos, mas sempre tivemos contato e o desenvolvimento artístico muito presente em nossas vidas. Curso e oficinas realizados através dos anos como pintura, escultura, desenho, teatro, artesanato, fotografia, cinema e dança sempre nos mantiveram com a chama artística acesa. A criação de Almeida/Gerth foi uma forma de unir as duas frentes criativas e fortificar nossas idéias. Juntos, nosso trabalho se complementa; dividimos os esforços, minimizamos as falhas e nos apoiamos constantemente. Assim criamos novas possibilidades para anunciar, materializar, expor e compartilhar nosso trabalho!

#PipaComunica - Como surgiu a idéia de “A Liga das Mulheres de Bem”? 
Hugo Almeida - Ao pensar em qual seria nossa primeira linha de trabalhos, tínhamos como meta: algo que nos representasse como artistas, que destacasse parte de nossa cultura, que despertasse curiosidade e interesse do público e também, agregasse significado e conteúdo intelectual. Permeando nossos embates e debates inventivos fomos conduzidos ao divertido mundo das telenovelas, mais especificamente, ao sedutor nicho da vilania. Afinal de contas, quem nunca se encantou com a elegância, impetuosidade, altivez e atividade de uma clássica vilã de telenovela? Assim, focamos o fascínio que tais personagens despertam sobre nossa sociedade; discutindo a dualidade entre moralidade e princípios éticos e nossos instintos primitivos. As divertidas e diferentes reações, justificativas e explicações diante a percepção que somos todos uma mistura entre o bem e o mal... Surgiu, com ironia, “A Liga das Mulheres de Bem”!

Foto: divulgação Almeida/Gerth

#PipaComunica - Por que a escolha do stencil/silk? Podem descrever um pouco do processo de produção para a gente? 
Hugo Almeida - Quando dissemos que nos preocupávamos com o significado, conteúdo e difusão artística fomos pesquisar formas de utilizarmos a densidade de alguma escola artística e ainda assim, estimular o grande público. O Pop-Art, juntamente com as manifestações da cultura Hip-Hop, apresentam um formato de arte dinâmica, acertiva, direta, estimulante e de acessibilidade e divulgação fácil. O stencil é uma técnica vastamente desenvolvida e aproveitada por artistas de rua. Trata-se da elaboração de um molde e a certeza de que sua mensagem poderá ser refeita inúmeras vezes sem perder a forma original. Explicando através da ótica Pop-Art, utilizamos recursos de publicidade e propaganda, despertando a atenção e curiosidade humana. Na intensão de termos nossa mensagens gravada, é necessário que a mesma se repita a cada lugar, cada instante e que isso se torne parte do imaginário coletivo. Em nosso caso utilizamos diversas chapas de raio-x, feitas de acetato, o que nos ofereceu uma base de trabalho resistente e duradoura. Tratamos digitalmente as imagens para que pudéssemos decalcar e recortar nossas obras artesanalmente. Foi um processo longo e penoso... Poderíamos ter optado por soluções mais fáceis, porém tivemos a certeza da qualidade de nosso produto final.

#PipaComunica - Além das camisetas, que tipo de outros produtos vocês pretendem lançar?
Hugo Almeida - Já utilizamos nossos moldes em capas de almofada, telas decorativas e até mesmo ilustrando as paredes da cidade. E agora acabamos de estender para sacolas ecológicas.

Foto: divulgação Almeida/Gerth

#PipaComunica - Já tem coleção nova aguardando lançamento? 
Hugo Almeida - Claro! Porém, assim como as telenovelas, são cenas para um próximo capítulo! Rs.

Foto: divulgação Almeida/Gerth

Como comprar


Para adquirir os produtos da Almeida/Gerth é só acessar a loja virtual embarcada no Facebook. O endereço é: https://www.facebook.com/AlmeidaGerth. Os artistas também estão levando os produtos para serem expostos presencialmente em diferentes espaços. Toda a agenda poder ser acompanhada através do mesmo endereço no Facebook.